16 de março de 2013 •

Vi Por Ai ~ Lançamento Novo Conceito ~ Em Busca de Um Final Feliz

Oie pessoal

NÃO!!! Não briguem comigo... rsrs
Eu vou cumprir o desafio ainda, 31 posts em 31 dias, vcs vão ver. rsrsrs

Anyway, vamos conhecer os lançamentos do mês de março da Editora Novo Conceito?



Autor: Katherine Boo
Titulo: Em Busca de um Final Feliz
Editora: NOVO CONCEITO 
Ano: 2013
Edição: 1
Tema: DOCUMENTÁRIO
Lançamento: 20/03/2013
Sinopse: Em Busca de um Final Feliz, de Katherine Boo, é um livro brilhantemente escrito. Através de uma forte narrativa, descobrimos como é o dia a dia dos moradores de Annawadi, uma favela à sombra do elegante Aeroporto Internacional de Mumbai, na Índia.

A história de seus habitantes nos faz rir e chorar, porque “o que é celebrado neste livro não é o que poderíamos chamar toscamente de ‘o encanto da lama’, mas a riqueza das pessoas que — para o bem e para o mal — compõem um tronco social que está cada vez mais presente no nosso mundo moderno”. (Zeca Camargo, em prefácio a esta edição).

O leitor vai se apaixonar por Sunil Sharma, o menino catador de lixo que quer ficar rico, por Manju, a moça mais bonita da favela, que quer ser professora, e até pela tresloucada Fátima, a Perna Só, que só quer um pouco de atenção.


Trecho do Livro

Abdul estaria lá esperando com sua balança enferrujada. Na hierarquia do setor de recicláveis, o adolescente estava um nível acima dos demais catadores: um comerciante que avaliava e comprava o que eles achavam. Obtinha seu lucro revendendo o lixo no atacado, para pequenas usinas de reciclagem, a alguns quilômetros dali.
A mãe de Abdul era a pechincheira da família, despejando vibrantes impropérios sobre os catadores que pediam demais pelo lixo. Para Abdul, as palavras vinham emperradas e lentas. Ele era bom mesmo na classificação, o processo crucial e minucioso de separar o lixo em um dos 60 tipos de papel, plástico, metal e outras categorias, para, então, poder vendê-lo.
É claro que ele era rápido. Classificava os recicláveis desde os 6 anos, pois a tuberculose e o trabalho com o lixo arruinaram os pulmões do pai. A coordenação motora de Abdul fora desenvolvida em torno do trabalho.
— Seja como for, você não tem cabeça para a escola — observara seu pai recentemente. Abdul não tinha certeza se tinha estudo suficiente para questionar isso, de qualquer modo. Nos primeiros anos, estivera sentado em uma classe onde não acontecia muita coisa. Depois houvera apenas trabalho. Trabalho que espalhava tanta sujeira no ar que enegrecia seu ranho. Trabalho mais chato do que sujo. Trabalho que ele esperava continuar fazendo pelo resto da vida. Na maior parte dos dias, aquela perspectiva pesava sobre seus ombros como uma sentença. Mas, nessa noite, escondendo-se da polícia, parecia-lhe como uma esperança.


Sobre a autora:


Katherine Boo é redatora do The New Yorker, foi editora do The Washington Monthly e, por quase uma década, repórter e editora no The Washington Post, mas aprendeu a fazer reportagens no Washington City Paper. Passou os últimos 20 anos fazendo reportagens dentro de comunidades pobres, observando como as sociedades distribuem oportunidades e como os indivíduos escapam da pobreza. Já foi premiada pela MacArthur Foundation, recebeu o National Magazine Award for Feature Writing e ganhou o Pullitzer Prize para Serviços Públicos. Este é seu primeiro livro.








0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...