21 de fevereiro de 2013 •

Vi Por Ai ~ Lançamento Novo Conceito - A Caçada

Oie

Mais um lançamento do mês de fevereiro.


Autor: Clive Cussler
Titulo: A Caçada
Editora: NOVO CONCEITO
Ano: 2013
Edição: 1
Número de páginas: 384
Lançamento: 18/02/2013
Tema: AVENTURA
Sinopse: Por décadas, Clive Cussler vem deleitando leitores com romances repletos de suspense, ação e pura audácia. Agora, ele faz isso novamente, em um dos mais loucos e estimulantes thrillers de época dos últimos anos.

O governo norte-americano contrata a renomada Agência de Detetives Van Dorn e seu agente igualmente renomado, Isaac Bell, para capturar um lendário ladrão de bancos conhecido como Assaltante Açougueiro. Este assassinara homens, mulheres e crianças, sem deixar nenhuma pista nem testemunhas. O detetive Bell lidera a busca e finalmente descobre a verdadeira identidade do Assaltante Açougueiro. E nesse momento inicia-se a verdadeira caçada.

Com um enredo intrincado, dois vilões extraordinários e a assinatura de Cussler em reviravoltas surpreendentes, A Caçada é o trabalho de um mestre no auge de seu talento.


Sobre o Autor




Clive Cussler é autor de mais de 50 livros, incluindo 22 romances do personagem Dirk Pitt,10 aventuras da série NUMA Filese, nove livros da série Oregon Files. Seus romances destacaram-se no The New York Times entre os mais vendidos nos Estados Unidos. Já entre suas obras de não ficção destacam-se The SeaHunters e The SeaHunters II. Estas narram as aventuras reais de Cussler em busca por navios naufragados de importância histórica. Com sua tripulação de voluntários, Clive Cussler descobriu mais de 60 navios, incluindo o submarino americano Hunley, há muito dado como perdido. No Brasil, a Editora Novo Conceito já lançou O Espião — outra aventura do detetive Isaac Bell — e O Reino, uma aventura do casal Fargo. Atualmente, Clive Cussler vive no Arizona, Estados Unidos.




Trecho do Livro


Quem quer que visse um beberrão desamparado descendo a Avenida moon lentamente, oscilando, naquela tarde em Bisbee, o teria confundido com algo que ele não era: um homem que envelhecera antes do tempo trabalhando nas minas que passavam por dentro das montanhas ricas em minerais sob a cidade. Sua camisa estava imunda e ele cheirava mal. Um suspensório estava rasgado e a calça esfarrapada estava metida em botas gastas e esgotadas, que deveriam ter sido jogadas no lixão muito tempo atrás. O cabelo emaranhado e oleoso descia solto até os ombros, misturando--se à barba não aparada que chegava a meio caminho de seu estômago saliente. Ele enxergava através de olhos de um castanho tão escuro que era quase negro. Não havia expressão neles; pareciam frios, quase perversos. Um par de luvas de trabalho cobria suas mãos, que nunca haviam segurado pá ou picareta. Debaixo de um braço, ele carregava um velho saco de aniagem que parecia vazio. No tecido sujo estava gravado em estêncil, quase caprichosamente, o nome companhia Douglas de Alimentos & Grãos, Omaha, Nebraska.O velho parou por um minuto e encostou-se a uma cerca na esquina da Avenida moon com a Tombstone Canyon Road. Atrás dele havia um saloon, quase vazio por ainda ser meio-dia e seus clientes habituais estarem trabalhando duro nas minas. As pessoas andando e fazendo compras na pequena cidade mineradora não lhe lançaram mais que um olhar rápido, enojado. Quando passavam, ele tirava uma garrafa de uísque de um bolso da calça e bebia um grande gole antes de recolocar a tampa e guardá-la. Ninguém poderia saber que aquilo não era uísque, mas chá.Para um dia de junho, estava quente; ele imaginou que a temperatura deveria estar acima dos 32 graus. Sentou-se de novo e viu um bonde passar por toda a rua, puxado por um velho cavalo. os bondes elétricos ainda não haviam chegado a Bisbee. A maior parte dos veículos nas ruas ainda eram carroças e diligências. A cidade tinha apenas um punhado de automóveis e caminhões de entrega, e nenhum estava em evidência.Ele conhecia o suficiente sobre o lugar para saber que fora fundado em 1880 e nomeado em homenagem ao juiz DeWitt Bisbee, um dos investidores por trás da mina de Cobre Queen. Uma comunidade razoavelmente grande; sua população de 20 mil pessoas fazia dela a maior cidade entre São Francisco e St. Louis. Apesar das muitas famílias dos mineiros que viviam em casas de madeira, a economia se baseava principalmente nos saloons e em um pequeno exército de senhoras moralmente ambíguas.A cabeça do homem pendia sobre seu peito. Parecia um bêbado cochilando. No entanto, era uma farsa. Ele estava consciente de cada movimento a seu redor. ocasionalmente, olhava pela rua em direção ao Banco Nacional de Bisbee. Ele observou com interesse, através dos olhos semicerrados, enquanto um caminhão com acionamento por corrente e pneus bem sólidos chacoalhou em direção ao banco. Havia somente um guarda, que saiu do caminhão carregando um grande saco de notas recém-impressas. Alguns minutos depois, o homem teve ajuda do caixa do banco para passar pela porta carregando um pesado cofre e levá-lo até o caminhão.


*.*
E Ai, o que acharam?
Eu ainda não li nenhum livro do Clive, estou super ansiosa por esse!!
Espero que tenham gostado.
Beijos


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...