4 de outubro de 2012 •

Lágrima de Fogo ~ Ana Macedo

Oie Gente!!!

Hoje eu vim falar do livro Lágrima de Fogo, da linda e querida autora Ana Macedo!



Título: Lágrima de Fogo
Autora: Ana Macedo
Páginas: 312
Coleção: MUNDO DE SOMBRAS
Ano: 2012
Edição: 1ª
Sinopse: No universo existem oito mundos paralelos, entre eles Agnitellure, conhecido como “a terra casta”. Durante vários milênios, todas as raças viveram em harmonia e prosperidade, mas mesmo neste lugar, a paz não durou para sempre. Quando anjos caídos e dragões decidem invadir o terceiro dos oito mundos, denominado “Terra”, os anjos da paz recebem ordens dos Quatro Grandes – criaturas ancestrais, protetoras de Agnitellure – para que levem ao seu mundo a mais mortal e perigosa criatura: os humanos. Agnitellure nunca mais foi a mesma. As criaturas mágicas passaram a se esconder. Uma nova guerra está para surgir. Profecias e lendas começam a criar vida. As árvores pararam de cantar ao som do vento, os mares estão agitados. Laços de sangue estão instáveis, os valores deturpados, e somente uma criança pode trazer a paz.


Falar sobre esse livro me traz muita felicidade, pois conheci a Ana antes do lançamento e acompanhei algumas coisas, então ver esse sonho da Ana realizado é simplesmente maravilhoso!

O meu exemplar está ali, lindo e autografado, mas infelizmente não tive tempo de ler ainda, então vou contar para vocês o que o Cristiano Rosa achou do livro:

A história é sobre um mundo com humanos, anjos e dragões, em que profecias giram em torno de uma criança que é dada aos cuidados de uma criatura. Dezenove anos depois, Annabelle – que foi criada pela tia Ofélia – reencontra seu protetor, Draco, e descobre tudo sobre seu passado, compreendendo melhor seu presente e tomando consciência sobre sua missão para o futuro.
Narrada ora em 1ª pessoa, alternada entre os protagonistas, ora em 3ª, a trama tem uma linguagem simples e trata-se mais do que um enredo com dragões e pessoas. As lendas de um livro passam de simples contos para crônicas reais que retratam a verdade sobre a existência de oito mundos com suas próprias criaturas e culturas.
Lembranças, sustos, medos, surpresas, expectativas, tratos e deveres envolvem o leitor pela leitura ágil do livro, com diagramação simples e uma capa linda, retratando a dupla de personagens principais. Ao lado de Anne e Draco, também estão Daniel, melhor amigo da garota, e outros seres fantásticos da família e círculo de companhia do dragão.
Um universo com criaturas como centauros, elfos, bruxas, gigantes, anões, unicórnios, fênix e basiliscos – muitos apenas citados indiretamente – encantam com suas descrições sem exageros, em uma história com ação e suspense, drama e romance. Ambientada em florestas, castelos e cavernas, a jornada é envolta de proteção, culpas, raivas, esperanças, escolhas, brigas, sonhos e pesadelos.
Uma literatura juvenil com criaturas que encantam a maioria dos leitores do gênero: os dragões – vide Eragon e sua série. E na obra eles são verdes, marrons, cinzas, azuis, lilases, vermelhos-alaranjados, entre outros, sempre cheios de mistérios e personalidades. A trama conquista, mesmo o amadurecimento da protagonista sendo muito leve ou um sentimento de que poderia haver um aprofundamento maior nas explicações acerca das lendas e surgimento dos mundos.
Muito fogo e sangue aparece, pensamentos de Anne com Draco são trocados sem a necessidade de diálogos diretos, pois eles têm uma ligação muito forte, o que possibilita uma incrível comunicação mental entre ambos. Porém ciúmes e desconfianças insistem em mudar o destino das coisas, mas o poder e a magia do amor fraternal supera tudo, possibilita ver mais longe e seguir em frente confiante.
Uma história leve, com muitos elementos mágicos e que faz nossa imaginação voar longe. A mistura de humanos com anjos e dragões deu um ótimo resultado, mostrando que humanos almejam o fantástico, mas nem sempre estão preparados para ele, que anjos existem e nem sempre querem proteger, e que dragões não são seres só de garras e asas. O final da obra nos deixa instigados à uma continuação que, acredito eu, estará recheada de mais aventuras ainda.

Invejinha dele que já leu. #ProntoFalei

E o que a Tainá achou:


Por onde começar? Lágrima de Fogo causou um turbilhão de emoções que deixou-me sem rumo. Foi uma leitura que degustei: nunca lia se não tivesse tempo o suficiente para ao menos terminar o capítulo, porque afinal,é impossível não apaixonar-se pelo mundo cuidadosamente descrito pela autora e ler apenas por ler seria um pecado.
Encontrei alguns [poucos] erros de revisão, mas minha capacidade de observação já pode notar erros semelhantes em obras estrangeiras e de editoras de porte grande. Portanto, não me deixou assombrada e muito menos fez-me perder o tesão da leitura, assim como a mudança de narrador alternando entre os personagens Draco e Annabelle. Confesso que é algo que não me atrai muito, particularmente. Mas, achei interessante a ideia de transmitir ao leitor as perspectivas diferentes da mesma situação - o tão conhecido "mostrar o outro lado da moeda."
É uma trama repleta de mistério e deixou-me ansiosa por mais. Não posso deixar de parabenizar a autora pela imaginação grandiosa e - por que não? - pelo carinho com a obra.
Senti muito orgulho ao finalizá-la e desejo à você toda a felicidade do mundo - ou dos oito mundos haha.

Demais não é?
E quem quiser conhecer mais um pouco sobre a autora e sobre o mundo de Agnitellure, olha os links:

FanPage do Livro
Blog do Livro
Twitter

E Claro, ele faz parte da nossa super promoção Do Jeito Que a Gente Quer 2.0, então corre e participa porque é só até amanhã!!




0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...