18 de agosto de 2015 •

Entrevista Neiva Meriele

Oie gente!

No último post, eu trouxe pra vocês a resenha do livro O Plano é o Amor, da Neiva Meriele. E hoje eu trago para vocês uma entrevista com a linda da Neiva, para que vocês possam conhecer um pouco mais dessa autora maravilhosa!

Neiva Meriele tem vinte e cinco anos, nasceu na pequena cidade de São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha. É filha do meio de um casal de missionários. Passou sua infância e adolescência mudando com frequência de escolas e cidades, chegando a morar dois anos e meio no exterior. Essas constantes mudanças fizeram com que extraísse o melhor de tudo o que via, e dessa forma alimentava o grande sonho de se tornar escritora. De natureza apaixonada, começou a escrever desde muito nova e não parou mais...Atualmente mora no interior da cidade onde nasceu, com o marido John e é mãe do pequeno Juan Pablo.Tem como cenário inspirador, as maravilhas da Serra, de um lado os Cânions de Cambará, do outro, as cidades encantadoras de Gramado e Canela, e às vezes, como benção da natureza, a neve.




Oi Neiva, é um prazer enorme ter você aqui. Seja bem vinda!
O prazer é todo meu, muito obrigada pelo convite.

Você sempre quis ser escritora ou pensava em alguma outra profissão?
Eu SEMPRE quis ser escritora, não consigo lembrar de nenhum momento da minha vida em que não alimentei esse sonho. Mas Sempre pensei nisso como uma profissão secundária, ainda mais levando em consideração o nosso difícil mercado editorial. Só que, por incrível que pareça, devido às circunstâncias, a escrita acabou se tornando minha prioridade.

Pode nos falar um pouco sobre o seu primeiro livro, A Hora da Verdade? Qual foi a sensação de tê-lo em suas mãos e saber que milhares de pessoas estavam lendo?
A história se passa na fronteira do Brasil com o Uruguai, onde duas irmãs são confundidas com criminosas e presas injustamente pelos justiceiros da cidade, Leonardo e Hector Martins. Então começa uma verdadeira luta para provarem inocência. Tudo isso em meio à forte atração que une esse teimoso – e misterioso – quarteto. 
Com certeza segurar meu livro nas mãos foi uma das maiores emoções da minha vida. Por trás da publicação de um livro, existem muitas histórias de luta e perseverança, portanto, quando pude folheá-lo, abraçá-lo e senti-lo real pela primeira vez, foi como se todos os meus esforços tivessem valido a pena. Saber que muitos leitores embarcariam neste romance, conheceriam os mistérios e os segredos que envolvem os personagens Rafa, Leo, Fabi e Hector, foi, sem dúvida um momento mágico.

O seu segundo livro acabou de sair, O Plano é o Amor. O que a gente pode esperar dele?
Bom, O Plano é o Amor segue a mesma linha que costumo escrever: romances. Porém o diferencial dele é que foi escrito para o público cristão. Pode ser lido por todos os públicos, pois a história não envolve religião e sim aborda temas como amor, perdão e esperança. Mas a ideia surgiu a partir de algumas experiências vividas por mim mesma e também pela carência do gênero no meio literário.
O livro conta a história de Giovana, que se casou ainda muito jovem com um homem a quem ela ama incondicionalmente, e passou a conviver sob o mesmo teto que a sogra. A partir dessa convivência, diariamente vão surgindo problemas cada dia maiores, até que se tornam insuportáveis. Giovana vai perdendo aos poucos toda a energia e disposição de sua juventude, até mesmo a fé em Deus. Mas em meio a esse inverno, ela descobre que nem tudo está perdido, mas que depende unicamente dela mudar esse cenário e reencontrar a paz interior.


De onde você tira as suas inspirações pra escrever?
A inspiração é algo que todo artista busca, mas que me vem aleatoriamente em raras ocasiões. Às vezes quando admiro cenários, leio livros, assisto filmes ou quando estou de bobeira com a mente vazia, surgem as ideias, e então considero que fui abençoada com um momento de inspiração.


Você geralmente decide toda a história antes dela começar, personagens, envolvimentos e afins, ou deixa que a história te leve?
Cada autor tem uma forma diferente de criar e, no meu caso, se eu programar uma história do começo ao fim minuciosamente, com certeza ela sairá fria e sem vida. Comigo funciona assim: eu tenho uma boa base na cabeça e visualizo início e fim, então anoto os principais pontos da história. A partir daí, começo a escrever e então os personagens decidem o que vai acontecer. Já vivi situações em que planejei um final e a história se desenvolveu de maneira tão diferente do planejado que o desfecho acabou saindo de forma totalmente diferente. Acho que isso é o legal de escrever um livro. Eu não escrevo apenas para os meus leitores, escrevo histórias que eu mesma gostaria de ler, em primeiro lugar.


Geralmente, quem é a primeira pessoa que lê suas histórias?
Na maioria das vezes, minha irmã Dágila (devoradora de livros rs) ou minha amiga (escritora e revisora, Shirlei Ramos). Mas confesso que sou uma escritora das antigas. Diferentemente do que vem acontecendo nesse meio, não costumo publicar trechos das minhas histórias nas redes sociais antes de estarem concluídas, também não consigo ir criando e postando em plataformas como Wattpad ao mesmo tempo, por exemplo. Eu preciso me envolver completamente com a história, passar meses criando e mais meses recriando e revisando (sozinha) para finalmente levar a história à público.

Que dica você pode deixar para o pessoal que está entrando no mundo literário agora?
O segredo é ter persistência. Eu sei que a frase é clichê. Mas, fora, raras exceções, este é um mercado que caminha com passos de forminguinha, é uma luta diária e constante, porém muito gratificante. E só consegue alcançar seus objetivos aquele que persevera.

Quer deixar algum recado para seus fãs?
Vocês são TUDO na minha vida, é para vocês que eu escrevo, é com vocês que eu quero dividir minhas conquistas.
Deixo aqui meu muito obrigada aos fãs que fazem meus dias mais felizes. Eu amo cada recadinho que recebo de vocês, e, podem acreditar, esses recadinhos fazem uma diferença enorme no meu dia-a-dia. Me inspiram!

A gente agradece muito você ter tirado esse tempinho para conversar com  a gente. Um grande abraço!

Foi um prazer. Obrigada pela oportunidade de estar compartilhando um pouco mais do meu trabalho com vocês.

E ai, ela não é uma fofa?
Beijos e até a próxima!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...