30 de novembro de 2013 • 0 comentários

Vi Por Ai ~ Lançamento - Editora Baraúna ~ A Casa da Cristaleira

Oi gente!!

Olha só que legal esse lançamento da Baraúna!



No próximo mês a Editora Baraúna lançará uma incrível obra de suspense, “A casa da cristaleira”, do autor. J.r. Digenio.

A obra narra a história de uma familia, os Parkers, que após sofrer um grande trauma, encontram-se insatisfeitos com o rumo de suas vidas, por isso decidem se mudar para os Estados Unidos em busca do sonho americano.

Os Parkers vão morar em uma linda casa em Nova Jersey. Dentro do local existe uma cristaleira aparentemente antiga, mas que ainda mantém seu intenso brilho e encanto. Will Parker não sabia o motivo do tamanho de seu fascínio pelo objeto, assim como ficava curioso e assustado com os fenômenos sobrenaturais que ocorriam nas noites de lua cheia naquela cidade.

Ao mesmo tempo, crianças estavam sendo raptadas na região e a polícia não tinha nenhuma pista, o que fazia a população se sentir insegura e descrente nas autoridades. Nesta época, Will passa a ter visões sobre esses estranhos desaparecimentos e sofre por não ter certeza se são reais, porém, em sua busca por uma resposta acaba sendo considerado o principal suspeito dessa misteriosa trama onde, literalmente, as aparências enganam.

O autor

J.r. Digenio nasceu e foi criado na cidade de São Paulo. Formou-se em Administração de Empresas, é empresário e inventor por natureza, tendo exercido diversas outras atividades antes de dedicar-se inteiramente a esse mágico e delicioso mundo da escrita, onde a realidade e a fantasia se encontram. Apaixonado pelo sobrenatural, A Casa da Cristaleira é seu romance de estreia.



Ficha técnica

A Casa da Cristaleira
Autor: J. R Digenio
Número de páginas: 392


21 de novembro de 2013 • 0 comentários

Indicação de Livro ~ O Livro da Loucura e das Curas ~ @Novo_Conceito

Ola pessoal

Que tal conhecer um pouco sobre O Livro da Loucura e das Curas?


Titulo: O Livro da Loucura e das Curas
Autor: Regina O´Melveny
Editora: Novo Conceito 
Páginas: 352
Sinopse: Após o desaparecimento repentino de seu pai, Gabriella Mondini enfrenta uma crise: sem o seu aconselhamento, ela não pode mais praticar a medicina. Então, junto de seus dois fiéis servos, Olmina e Lorenzo, ela explora toda a Europa para descobrir para onde — e por que — ele se foi.
Seguindo pistas das ocasionais e enigmáticas cartas do pai, ela vasculha as capitais europeias expandindo os horizontes de seu mundo e acrescentando conhecimentos ao imenso livro das curas que está escrevendo. 
No entanto, ela não conhecerá apenas os limites físicos do continente, mas, também, os mistérios do amor, da perda e da mortalidade. Mistérios que estão no coração de cada alma viajante, especialmente na alma de seu pai.



O livro se passa em 1590, inicialmente em Veneza. Naquela época, as mulheres eram proibidas de exercer determinadas funções, e praticar medicina era uma delas. A única maneira de uma mulher poder ser médica era trabalhar sob a supervisão de um homem.

Gabriella era completamente apaixonada por sua profissão, medicina, e o seu pai era seu orientador e supervisor até que ele foi embora. Ele ainda lhe escrevia de vez em quando, mas a sua partida a impossibilitou de continuar praticando a medicina.

Decidida, Gabriella sai em busca de seu pai pela Europa, levando apenas dois servos, Olmina e Lorenzo, e as cartas de seu pai para lhe servir como pistas. E então começa a nossa aventura junto a Gabriella.

Ela é uma personagem muito forte, uma mulher à frente de sua época. Ela tinha tudo para desistir, sua mãe nunca a apoiou na decisão de ser médica, seu marido já havia falecido, a sociedade não lhe via com bons olhos e seu querido pai a havia deixado, mas ainda assim Gabriella segue em frente, nunca desistindo de seus objetivos.

Alguns podem pensar que o vazio é algo oco, mas mão, é um fardo invisível, penetrante, atmosférico e quase esquecido, até que alguém seja golpeado inesperadamente por sua força.

Olmina e Lorenzo são personagens muito cativantes, eles nos conquistam em sua lealdade a Gabriella, a apoiam e a amam.

Como o livro fala da busca de Gabriella pelo seu pai através da Europa, somos apresentados a muitos personagens ao longo do livro, pacientes que Gabriella ajuda, sempre tomando nota das doenças, sintomas, e cura em seu livro.

Apesar do livro ser narrado em primeira pessoa e isso, na minha opinião, geralmente torna a leitura mais rápida, O Livro da Loucura e das Curas tem uma leitura mais lenta, pois Gabriella sempre detalha bem as doenças com as quais ela se depara, seus sentimentos, medos, a sua busca.

Talvez alguns achem o livro meio chato por causa disso, mas acredito que é um livro que vale a pena ser lido.

A autora escreve graciosamente. É o primeiro livro dela que leio, e adorei a forma como ela apresenta os personagens, e como ela rege o livro e nos envolve lentamente mais e mais em sua estória.

Recomendo a todos os amantes de literatura.
Espero que tenham gostado.
Beijos

12 de novembro de 2013 • 0 comentários

Indicação de Livro ~ Sangue na Neve - Lisa Gardner - @Novo_Conceito

Ola pessoal =)

Hoje estou aqui para falar para vocês sobre o livro Sangue na Neve, da autora Lisa Gardner, lançado pela Novo Conceito.


Título: Sangue na Neve
Autora: Lisa Gardner
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Sinopse: A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial.


Sangue na Neve é o quinto livro sobre a detetive D. D. Warren, mas não se preocupem, apesar de nem todos os livros terem sido publicados no Brasil, as estórias independes umas das outras, então dá para ler o livro tranquilamente sem ter lido os anteriores.

Nesse livro, D.D. Warren se depara com o que parece ser um caso de violência doméstica simples: Tessa acabou matando o seu marido ao tentar se defender dele. Até aí tudo bem, mas o caso se complica porque a filha do casal está desaparecida e bem, esse parece não ser o primeiro assassinato de Tessa.
As personagens são muito, mas muito bem contruídas. Tessa é uma mulher forte e muito cativante. O livro é dividido entre a narração de Tessa em primeira pessoa, e dos pontos de vista da D.D. e de seu parceiro Bobby.

Deitada sozinha na mesa, imaginei o quão profundo o escaneamento podia ir. Imaginei se ele veria todas as coisas que eu via quando fechava meus olhos. Sangue aparecendo na parede atrás do meu marido, depois escorrendo até o chão da cozinha... - Desculpe - Brian balbuciou, com três balas no torso. - Tessa, te amo mais.

Acho que as partes em que a Tessa narra são mais legais, porque ela é uma personagem mais humana e você está sempre em dúvida se ela é inocente ou culpada. As partes da D.D. também são boas, claros, mas é que a detetive é um tanto, digamos, chata. A personagem mesmo sabe? Não que ela tenha sido mal construída ou nada do tipo, pelo contrário, D.D. Warren é uma personagem muito complexa e estruturada, é uma questão da personalidade dela mesmo, mais dura, meio robótica, sei lá.

D.D. voltou para o seu carro. Ficou ali sozinha, encolhida por causa do frio e de sua sensação de ruína iminente. Nuvens cinza-escuras reuniam-se no horizonte. Está vindo neve, ela pensou, e desejou novamente que nenhum deles estivesse ali.

Mesmo que nesse livro em questão a D.D. esteja passando por um momento mais pessoal, um drama em sua vida e isso a torne mais “acessível”, ainda sim a Tessa é de longe mais cativante na minha opinião.

E gente, que trama é essa!! Lisa Gardner com certeza entrou para a minha lista de autoras favoritas. Ela escreve muito bem, usa uma linguagem fluida e direta, e criou em Sangue na Neve uma trama que vai te deixar grudada em suas páginas.

Recomendo não só aos amantes do gênero, mas a todos!

Espero que tenham gostado
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...