30 de novembro de 2012 • 1 comentários

Conhecendo ~ Tâni Falabello - Série Autores Nacionais

Oie Gente!!

Estou adorando fazer essa série, estou conhecendo pessoas maravilhosas!!



Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a Tâni Falabello, autora do livro Rosa Imortal.


Tâni Falabello é uma escritora mineira que cresceu em Curitiba e sempre teve interesse pelo que tange o sobrenatural.

Rosa Imortal nasceu de uma ideia de escrever sobre vampiros e a escolha por Londres não foi por acaso. Ela fez extensas pesquisas sobre lendas urbanas e vampiros clássicos, além dos aspectos sombrios relacionados a sociedades secretas e espionagem. 

Em 2001, Tâni teve oportunidade de viajar pra Londres, onde se aprofundou e conheceu alguns locais, definindo com detalhes a geografia usada em Rosa Imortal.

Após alguns anos tentando colocar-se no mercado editorial, no início de 2012 o livro foi publicado pela Editora Literata, e teve seu lançamento feito na 1ª. Odisseia de Literatura Fantástica de Porto Alegre, em 28 de abril último.

Atualmente, vive em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba, com seu marido Tiago e seu filho Arthur.

Londres *.*
Eu estou super curiosa para ler o livro da Tâni, ele está na minha lista de #MustHave


Título: Rosa Imortal
Autora: Tâni Falabello
Editora: Literata
Edição: 1
Ano: 2012
Páginas: 424
Sinopse: Rosa Imortal traz vida à Londres da década de sessenta, onde a jovem jornalista e agente do governo britânico Eileen Lancaster Hartmann se vê envolvida por uma série de assassinatos do corpo diplomático.
A trama se complica com o desaparecimento e morte de seu namorado Jason Pearson, levando Eileen a adentrar em um mundo paralelo e desconhecido, um mundo que ela acreditava só existir em lendas urbanas.
 
Acompanhada de sua inseparável amiga Loren Halmenschläger, uma alemã adotada ainda criança por uma família inglesa, e de seu insano amigo Marcello Guttinger, um italiano com uma visão única da “vida”, Eileen enfrenta diversos perigos e aventuras.
 
Uma história envolvente que leva o leitor a conhecer os mais vis segredos de uma política paralela em Londres, onde seres ancestrais governam e digladiam-se por poder, num jogo de intrigas e trapaças, onde os humanos são meros peões descartáveis.


Trecho do Livro:

“Estou viva. Algo, mais misterioso e compreensível que eu, diz isso em minha mente. Rápido, profundo, sensível. Peço perdão por meu repentino sumiço, entretanto meu álibi é convincente. Mesmo assim, eu demorei em entender por completo minha nova realidade. Meus olhos apenas conseguem perceber um imenso caleidoscópio; suas luzes coloridas cegam-me profundamente, porém sinto que devo continuar. ‘Não olhe para trás’, sempre ecoa a voz em minha fragmentada mente.Sou um anjo? Sou um demônio? Sou algo indefinido entre ambos? Não sei…”

*.*

E para conhecer um pouco mais da Tâni, uma pequena entrevista.



AQC: Quando começou a sua paixão pela escrita?
TF: Bom, eu sempre gostei de redação na escola, eu era daquelas que se incomodava com número máximo de linhas em um texto! Mas o início de algo mais sério veio no primeiro ano de faculdade, quando alguns personagens foram criando vida em minha mente, e o cenário foi sendo definido. E comecei a passar para o papel!

AQC: Se você não fosse escritora, o que seria?
TF: Bom, de formação eu sou farmacêutica, e amo o que faço! Mas ainda tenho vontade de cursar letras, para fins de conhecimento, mesmo, não tanto para trabalhar na área.Outra coisa que amo é fotografia, e isso sim eu vou fazer um curso futuramente!

AQC: De onde vem suas principais inspirações para escrever?
TF: Bom, eu tenho embasamento romântico clássico e gótico em meus gostos, então gosto do lado dark, do segredo, da investigação, mas pontuado pelo romantismo, pela sedução. E minha paixão pelo vampiro clássico vem desse meio. E algo que me inspira também é o fato de que o ser humano é muito ignorante em toda sua sapiência arrogante, muitas vezes não enxergando o que está próximo aos olhos. Então essa noção de submundo, de sociedade secreta, me atrai bastante também.

AQC: Em seu livro, há personagens inspirados em pessoas que fazem parte da sua vida? Se sim, cite algum.
TF: Essa pergunta é até engraçada, sabe? Em se tratando de personagens que, em sua maioria, são imortais, ainda assim consigo colocar alguns paralelos de vida real. O Marcello é um exemplo clássico, estudei com um rapaz que era tão amalucado quanto ele, e me serviu sim de inspiração! Mas todos eles, em algum detalhe pequeno que seja, tem alguma ligação com a vida real, principalmente em minha época de faculdade.

AQC: Como tem sido a recepção do público com seu livro?
TF: Olha, a reação tem sido mesmo muito boa, o retorno dos leitores pedindo uma sequencia é bem surpreendente, já que o livro tem início, meio e fim, embora alguns ganchos bem colocados permitam a continuação. E outra coisa muito boa tem disso as críticas, todas construtivas, me apontando falhas onde eu não tinha enxergado, e isso nos faz crescer, amadurecer os textos. Sou muito grata por isso.

AQC: Está trabalhando em algum outro projeto atualmente?
TF: Sim, estou terminando de escrever as últimas cenas do livro 2, que já está passando por revisão, inclusive. A história vai se passar cerca de 40 anos após a primeira, e já tem nome, “Rosa Imortal – Sangue & Espinhos”. Fora o livro II, eu já tenho algumas ideias para um futuro livro III e um a trama paralela começou a se formar, ainda sem muita definição temporal.
Quais são seus autores favoritos?
Internacionais: Agatha Christie, Anne Rice, J.K. Rowling, John Le Carré
Nacionais: André Vianco, Nazarethe Fonseca, Carina Rissi, Josy Tortaro…

AQC: O que você diria para o pessoal que está começando agora?
TF: Escrever um livro, o que as pessoas acham ser a parte mais difícil, normalmente é o mais fácil. Mas a parte burocrática da publicação, como revisão, diagramação, escolher uma editora, essas sim, demandam paciência e perseverança. Mas não desistam! É um caminho longo, mas se você acha que sua história merece leitores, persista! Vale a pena no final!

AQC: Agora um rápido quiz.

Um filme: O grande truque
Um livro: “O segredo de Chimneys”, de Agatha Christie
Uma série: Person of interest
Uma música: Raoul and the kings of Spain, do Tears For Fears
Uma frase: É um trecho de livro, na verdade, do meu “vampirão” querido Lestat, em “Cântico de sangue”, “Em outras palavras, sou condenado a habitar a noite eterna e procuro sangue num tormento interminável. Isso não faz com que eu pareça irresistível?”.

AQC: Algum recado para o pessoal?
TF: Vocês que acompanham o blog são leitores, certo? Nunca percam isso, nunca deixem de ler! Faz com que vocês tenham visão crítica do mundo em relação a absolutamente tudo!
E muito importante, sempre valorizem o que temos de bom em nosso país, está saindo um leva muito boa de autores, dos mais variados estilos, e muitas vezes, não são divulgados e reconhecidos da maneira correta. Ajudem na valorização dos autores nacionais!

E para quem quiser saber mais, segue os links:
Site do Projeto Rosa Imortal: www.rosaimortal.com.br
E-mail direto para a autora: tata.paluch@gmail.com; tanifalabello@rosaimortal.com.br



29 de novembro de 2012 • 1 comentários

Conhecendo ~ Michelem Fernandes ~ Série Autores Nacionais

Oie Gente!

Mais um post da nossa série #AutorNacionalTudodeBom



A autora convidada de hoje é a Michelem Fernandes, autora do livro O Caminho para Esplendor



Michelem Fernandes é pedagoga, nascida na capital do Rio de Janeiro. Durante a sua infância, o que mais adorava fazer, era criar histórias de mundos distantes, voando nas asas da imaginação... Anos mais tarde, ao se tornar professora, descobriu sua verdadeira vocação, ao ter que compartilhar as suas histórias, como forma de incentivo à leitura. Desde então, não conseguiu deixá-las mais guardadas...



Eu fiquei super feliz de descobrir que eu e a Michelem dividimos a mesma formação!! =D
O livro da Michelem é super bem comentado por ai. Ainda não tive a oportunidade de ler, mas vi resenhas ótimas! Na verdade, a única coisa que reclamaram do livro foi por ele ser curto demais, pois todos queriam mais da estória!! Tá na hora de escrever mais Michelem!! rs




Nome: O Caminho Para Esplendor
Autora: Michelem Fernandes
Editora: Baraúna
Páginas: 85 páginas
Sinopse: Thomas é um garoto tranquilo que adora a natureza. Mas sua vida pacata na cidade de Valladana muda completamente ao encontrar no quintal de sua casa — com a ajuda do seu espevitado cachorro James — uma chave dourada e misteriosa. Imediatamente, resolve mostrá-la ao seu melhor amigo Fred, que fica impressionado com o achado. A chave não era como outra qualquer, ela pertencia a uma porta de entrada para um lugar fascinante e ao mesmo tempo sombrio: a Floresta Mágica, que era dominada por um ser abominável chamado Malévolo — que habitava o Castelo Esplendor (antes pertencido à rainha Melliny).


E não é só isso! Além desse, Michelem ainda tem mais dois livros infantis super fofos!



















E tem mais um no forno!! Um livro juvenil chamado Lembranças de Um Diário! Ainda não tem capa, mas já tem a sinopse, dá uma olhada:

Nina se vê perdida ao receber de sua mãe, a triste notícia de que se mudaria da capital do Rio de Janeiro, para uma cidadezinha pacata no interior do estado. Sentindo-se triste e sozinha, descobre um novo e fiel amigo: o seu diário. Nele, a adolescente relata seus mais profundos sentimentos e todas as transformações ocorridas naquela nova etapa da sua vida..

Fofo não é?

E agora vamos conhecer um pouco mais da Michelem com a nossa entrevista:


AQC: Quando começou a sua paixão pela escrita?
MF:  Desde a infância sempre gostei de criar histórias de mundos fantásticos, príncipes, gnomos, castelos... No entanto, a escrita só fluiu a partir da adolescência, onde comecei a praticá-la como forma de expressão.  Nessa fase escrevia pequenos romances e mostrava apenas para pouquíssimas amigas, pois morria de vergonha. Considerava aquele meu mundinho algo muito particular para ser compartilhado.

AQC: Se você não fosse escritora, o que seria?
MF:  Professora – o que já sou! rs. 

AQC: De onde vem suas principais inspirações para escrever?
MF:  A inspiração na maioria das vezes surge para mim de forma repentina. Por isso, procuro sempre andar com um bloquinho e uma caneta dentro da bolsa para poder anotar rapidamente, pois da mesma forma como ela surge, também desaparece... E para que isso aconteça, é claro que preciso estar com a mente leve, tranquila e de bem com a vida. 

AQC: Em seu livro, há personagens inspirados em pessoas que fazem parte da sua vida? Se sim, cite algum.
MF: Os personagens, assim como toda a história, surgiram muito naturalmente depois de um sonho que eu tive com o castelo.  No entanto, as características que eles possuem, querendo ou não, acabam sendo ou de pessoas próximas, ou que eu já conheci, mesmo superficialmente, ou até mesmo de situações presenciadas com pessoas desconhecidas no dia a dia. O importante é que eles tenham personalidades marcantes e inesquecíveis. O único personagem do livro O caminho para Esplendor que foi realmente planejado, foi o do cachorro James, em homenagem a um ser de quatro patas que foi muito amado por mim.

AQC: Como tem sido a recepção do público com seu livro?
MF: Tem sido algo muito especial para mim. Nunca poderia imaginar que o livro idealizado para crianças e jovens até 15 anos, poderia agradar a todos os públicos que inclusive, aguardam o segundo volume.

AQC: Está trabalhando em algum outro projeto atualmente?
MF: Bem, no momento estou ANSIOSA aguardando a finalização do meu novo livro "Lembranças de um Diário", terminando duas obras juvenis e iniciando também a continuação da série Esplendor. 

AQC: Quais são seus autores favoritos?
MF: Atualmente sou apaixonada por Nicholas Spark e Khaled Hosseini. Porém os autores que sempre me inspiraram como autora são: Mauricio de Sousa, Ana Maria Machado e Ruth Rocha. Eles são realmente incríveis!

AQC: O que você diria para o pessoal que está começando agora?
MF: Eu diria para ser persistente, não desistir nunca de um sonho, mesmo naquelas horas em que as portas parecem estar fechadas. 

AQC: Agora um rápido quiz.

Um filme: A Noviça Rebelde
Um livro: A cidade do Sol – Khaled Hosseini.
Uma série: Smallville
Uma música: Mais uma vez
Uma frase: Quem acredita sempre alcança...

AQC: Algum recado para o pessoal?
MF: Queridos leitores do Blog Acho que cresci, continuem descobrindo a magia existente nos livros. Sejam felizes através das palavras e da busca e concretização dos sonhos.
Beijinhos,
Mi


A Michelem é muito fofa e super simpática, foi um prazer conhecer um pouco mais dela.
E eu espero que vocês também tenham gostado!
Beijos
28 de novembro de 2012 • 1 comentários

Indicação de Livro ~ Entre o Espelho e Eu - Lorene Patigra


Oie gente!

Hoje eu estou aqui para falar sobre o livro Entre o Espelho e Eu, da autora Lorene Patigra.
Quando a Lorene entrou em contato comigo, não dá nem para explicar o quão feliz eu fiquei. Eu já falei para vocês o quanto eu adoro parcerias, porque, para mim, se uma pessoa está disposta a fazer uma parceria com você, significa que o seu trabalho está sendo reconhecido de alguma maneira, ou que, no mínimo, ele inspira alguma confiança.
E bom, como não pular de felicidade quando uma autora do nível da Lorene entra em contato? Só felicidade!!

Mas enfim, vou apresentar para vocês um dos livros dessa autora maravilhosa.

Título: Entre o Espelho e Eu
Autor: Lorene Patigra
Editora: Schoba
Páginas: 345
Sinopse: Quando um homem é traído pela única pessoa no mundo que amava, ele pode ficar disposto a tudo, inclusive a matar por amor. Depois de ser condenado a vários anos de prisão por causa do assassinato de sua esposa, Hector Romeu decidi escolher as mulheres mais belas e bem casadas do país para provar que o amor não existe, que esse sentimento, na realidade, não passa de uma expectativa ilusória. Acontece que ao selecionar suas vítimas e colocar o seu plano em prática, uma trama surpreendente toma conta de seu coração quando uma de suas vítimas o aproxima novamente do amor. Aprisionado outra vez pelo calor da paixão e pelo fogo do desejo, Hector não percebe que está sendo conduzido para a mais perigosa rede de intrigas da sua existência. E assim, entre mentiras e segredos, o fenômeno de assassino que transforma-se em herói, destrincha o que de fato é o amor e quem, sinceramente, é capaz de amar. 

Esse livro realmente me surpreendeu.
Veja bem, eu sou uma fã dedicada da literatura fantástica, e em livros assim podemos esperar tudo, qualquer tipo de coisa louca porque, bem, é literatura fantástica!
Então quando me dedico a ler livros mais voltados ao mundo real, fico realmente impressionada quando encontro alguns assim, tão intensos e apaixonantes.
E me deixa ainda mais feliz o fato de ser um livro nacional, isso só mostra o quanto estamos cercados de autores maravilhosos que não deixam nada a desejar!
Bem, o livro... rs
O que uma traição pode fazer com uma pessoa? Que marcas uma grande decepção deixa na vida de alguém?
Hector certamente não soube lidar bem quando descobriu que sua esposa o traía, e isso o levou a cometer um crime.
Sentenciado a doze anos de prisão, Hector tem apenas um diário, onde ele coloca seus medos, seus sentimentos e suas teorias a respeito do amor, coisa que, para ele, não existe. A fim de mostrar ao mundo que ele está certo, ele decide seduzir mulheres casadas, provando assim que não existe algo como o amor verdadeiro, que todos estão dispostos a trair.

"E o meu dever é apenas este: fazê-las me amar para provar que não existe amor, que o que existe é uma ilusão, sempre uma ilusão." 

 Ainda na prisão, ele começa a se envolver com três mulheres casadas, seduzindo-as através da internet, sendo o homem que ele acredita que cada uma delas quer. Ele levou algum tempo planejando isso, trocando mensagens com essas mulheres, envolvendo-as e fazendo-as se apaixonar.
Quando finalmente sai da prisão, ele passa para a parte prática do seu plano: Matar todas elas.
Mas o que ele não esperava era que uma de suas vítimas o conquistasse.
Não quero falar muito sobre o livro, quero que vocês leiam e se envolvam tanto quanto eu me envolvi, e se surpreendam, se apaixonem e adorem esse livro.
A escrita da Lorene é profunda e objetiva, e nos leva através da estória e da vida e mente de Hector com perfeição.
E que viradas de capítulos! *.* Adorei a diagramação e a capa.
Indico o livro para todos os amantes da leitura.

27 de novembro de 2012 • 3 comentários

Conhecendo ~ Vanessa Sueroz - Série Autores Nacionais

Oie!!

Vamos conhecer mais uma autora?


Então, a entrevistada de hoje é a Vanessa Sueroz, autora do livro Confusões em Paris.


(A biografia foi retirada do blog da autora)



A ideia de escrever livros e poesias nasceu com meus 8 anos de idade e venho mantendo essa ideia em minha vida através dos anos.Passei cerca de um ano escrevendo apenas contos, que infelizmente hoje em dia já não tenho mais os originais para postar para vocês, por que teve uma época que fiquei revoltada por que ninguém me apoiava nessa idéia de escrever e diziam que escrever não dava futuro, então joguei tudo fora, até hoje fico irritada comigo mesma quando penso nos originais que perdi, mas pelo menos superei a fase, agora não me importo mais se ninguém da valor ao que escrevo ou não, apenas escrevo por que me sinto bem com isso.Após um curto tempo escrevendo contos infantis parti para poesias e versos. Alguns vocês poderão encontrar aqui no blog  na categoria de Poesias/Versos.Alguns de vocês que conhecem meu trabalho já perceberam que só escrevo romances, comédias românticas, no máximo uma aventura. Drama e terror poderão encontrar em meus textos sim, mas em um capitulo de um texto grande ou coisa parecida. Acho que o maior sentido de escrever é conseguir alegrar a vida das pessoas, então não consigo manter um texto melancólico por muito tempo e aprecio quando um leitor consegue dar boas risadas.Hoje em dia coleciono fanfictions e poesias na internet. Muitas delas poderão encontrar aqui no blog.Pretendo postar também alguns livros que escrevi mais nova e que não estão bons o suficiente para serem publicados por editoras, mas ainda são bons para divertir, caso se interessem comecem lendo a introdução do texto para ter uma idéia mais consistente do que esta por vir.Infelizmente a carreira de escritor aqui no Brasil é um pouco mais complicada do que realmente parece ser. Não precisamos simplesmente escrever bem para que o livro seja publicado, mas precisamos ter uma boa sorte também. Então se alguém conhecer um agente literário e este estiver interessado em me ajudar, me apresente, por favor. E caso queria escrever o seu próprio livro também vou postar dicas.

Só para vocês terem uma ideia do quanto a Vanessa escreve bem, dá uma olhada nos prêmios que a autora já ganhou!



  • Maior número de leitores

Ano: 2006
Fic: Até que enfim você é minha
Por: Fanfics Harry Potter – orkut

  • Fic Mais engraçada

Ano: 2007
Fic: O melhor presente de Aniversário

Por: 3 Vassouras

  • Melhor Fic Marota

Ano: 2007
Fic: Até que enfim você é minha
Por:  3 vassouras


  • Fic mais criativa:

Ano: 2009
Fic: Os botões de Potter
Por: Need For Fic

  • Melhor adaptação de filme:

Ano: 2011
Fic: Sr e Sra Potter
Por: Penseira

  • Fanfic mais popular (universo marotos, long):

Ano: 2012
Fic: Sr e Sra Potter
Por: Fanfiction.net


Dai vem a voz interna da minha mãe em mim e pergunta: "E você Karoline, o que você ganhou??" - E eu respondo: "Eu fui Rainha do Milho em mil novecentos e deixa pra lá..."

Han Han, voltando ao mundo real, já deu para perceber que a Vanessa veio para ficar, e que tem um brilhante futuro.
O livro da Vanessa, Confusões em Paris, é muito bem criticado. Eu me apaixonei por ele no momento em que vi a capa! *.*





Autor: Vanessa Sueroz

Editora: Ixtlan
Edição: 1
Público alvo: Juvenil
Gênero: Comédia Romântica
Contra – capa:      
“Como foi que isso tudo aconteceu mesmo?
Eu nem ao menos entendi como meus pais concordaram em me dar dois dias de folga da escola. Eu sei que já tenho idade suficiente para perder aulas… Ter dezessete anos hoje em dia não é nada fácil, mas perder aula? Que graça tem ficar em casa se não posso nem entrar na internet?
Alguém me explique como eu fui me meter nessa encrenca toda? Por que eu fiz isso?
- Não nos olhe com essa cara Paty. Você concordou! – disse Gabriela me olhando entediada.
Como não vou olhar para ela assim? Tudo deve ser culpa da Gabi. Ela que é amiga dos garotos! Essa carinha de anjo dela não me engana!
- Por que não para de pensar em como aceitou e tenta se divertir um pouco? – me perguntou o César mais entediado que a própria Gabi.
Como vou me divertir estando a caminho dos piores quatro dias da minha vida? Em quatro dias vão acontecer às piores coisas da minha vida. Meu Deus! Eu fui sequestrada e pelos meus melhores amigos.”



Resumo:O sonho de todo jovem é viajar para outro país só acompanhado dos amigos. Um grupo de nove amigos consegue alguns dias de folga na escola e resolve pegar um avião rumo a Paris.
A confusão começa porque não avisam Patrícia sobre a viagem e muito menos para onde estão levando a pequena ruiva.
Em Paris e sem nenhum adulto por perto, os nove jovens vão aprontar muito, principalmente quando todos resolvem se juntar para fazer Ricardo e Patrícia se entenderem, o que nunca aconteceu antes.
O que nove adolescentes são capazes de fazer sozinhos em um país desconhecido?

Eu AINDA não tive o prazer de ler o livro, mas estou apaixonada por ele então quem quiser, pode me dar de natal ok? OuviuManinha?


Agora vamos conhecer um pouco mais da Vanessa com a nossa entrevista.

AQC: Quando começou a sua paixão pela escrita? 
VS: Ixi, faz muitos anos, acredito que quando eu tinha oito anos. Lá eu já tenho escrito meus primeiros livros, poesias e desde então não consegui mais parar.

AQC: Se você não fosse escritora, o que seria?
VS: Na verdade ser escritor hoje é complicado não ter uma segunda profissão, é difícil ter uma família compreensiva para segurar as contas enquanto você não ganha dinheiro e pode demorar bastante para conseguir se fixar como escritor. Hoje além de escritora sou Analista de sistemas, mas algum dia quero ser só escritora.

AQC: De onde vem suas principais inspirações para escrever?
VS: Pergunta difícil. Na verdade não sei responder. Algumas vezes vem de sonhos, outras simplesmente surgem. Não sei explicar.

AQC: Em seu livro, há personagens inspirados em pessoas que fazem parte da sua vida? Se sim, cite algum.
VS: A maioria dos personagens que crio são inspirados em pessoas que conheço, porém não tenho como apontar um só, não inspiro um personagem inteiro em uma única pessoa. Pego cenas vividas, diálogos, desejos e vou criando com isso. Posso dizer que existe um pouco dos meus melhores amigos em cada um dos meus personagens.

AQC: Como tem sido a recepção do público com seu livro?
VS: De modo geral o publico tem gostado bastante de Confusões. Alguns casos com leitores muito mais exigentes o leitor leva em consideração coisas que não são importantes para o livro, mas que o leitor acha que deveria ter. Mas não se pode agradar a todos não é? Espero que a maioria das pessoas goste do livro e que continue assim.

AQC: Está trabalhando em algum outro projeto atualmente?
VS: Mais ou menos. No começo do ano terminei de escrever meu próximo livro ‘Odiado admirador secreto’ e estou em busca de editoras, porém estou um pouco exigente com as editoras, por isso o livro não saiu ainda, mas com um pouco de fé e de sucesso do Confusões em Paris ele deve sair em breve.

AQC: Quais são seus autores favoritos?
VS: Tenho duas que não largo: Meg Cabot e Sophie Kinsella. Ambas são divas e não largo de jeito nenhum, mas admiro muitos livros por aí, mas não posso dizer que sou fã do autor ainda.

AQC: O que você diria para o pessoal que está começando agora?
VS: Fé! Ser escritor na maioria das vezes não requer só talento e força de vontade. Muitas vezes requer fé em seu trabalho e muita persistência. Nem sempre seu ótimo trabalho vai ser admirado, lembre que Harry Potter foi negado por 12 editoras antes de ser aceito e publicado e hoje é um Best seller mundial.

AQC: Agora um rápido quiz.

Um filme:  O diário da Princesa
Um livro: Poliana – H. Porter
Uma série: Gilmore Girls
Uma música: Quase sem querer – Legião Urbana
Uma frase: ‘Sonhos nos mantém vivos, então nunca desista deles.’

AQC: Algum recado para o pessoal?
VS: Antes de tudo obrigada ao blog pela oportunidade e muito obrigada aqueles que leram este entrevista e meu livrinho. Espero que todos tenham gostado. Comprem  ‘Confusões em Paris’ e façam uma autora feliz :D 

Bem, é isso! Gostaram? Espero que sim, pois eu estou amando fazer esses posts!!
Beijos



26 de novembro de 2012 • 0 comentários

Conhecendo ~ Thayane Gaspar ~ Série Autores Nacionais

Oie gente!!!

Hoje vamos para o segundo post da série #AutorNacionalÉTudodeBom


E hoje vamos conhecer a autora do livro Princesa de Gelo, a fofa Thayane Gaspar!


Nome: Thayane Gaspar Jorge
Data de Nascimento: 22/10/92
Autores favoritos: Fabrício Carpinejar e Ethan Hawke.










"Comecei a escrever na época em que deveria estar rompendo meus relacionamento com os brinquedos. Naquela época eu lembro de ter lido um livro infantil chamado “E eu com isso?” Foi um livro que disseram ser adequado para a minha idade mas não saciou nem um pouco a minha sede por literatura.
O primeiro conto que escrevi tinha o nome de ” O Sol e a Lua”, tinha três páginas e contava o namoro secreto entre eles, e da angústia de nunca se encontrarem, e de como eles ficavam felizes durante os raros eclipses, pois era neles em que se encontravam e se amavam. O conto era um romance. Sempre fui fascinada por romances ainda mais aqueles em que o casal não fica junto no final.
O livro que me despertou a carreira de autora foi “Estrelas Tortas” de Walcyr Carrasco, o qual estreou a minha estante e eu decorei o final.
Quis ser compositora quando criança, mas descobri desde cedo que fui feita para ser lida e não ouvida.
Então aos 14 anos eu tive a coragem de deixarem me ler. Eu costumava a dizer que existia uma voz na minha cabeça recitando palavras e me pedindo que as embaralhassem de forma elegante numa folha de papel, mas eu nunca tinha tempo para ouvi-la. Então eu vesti uma página atrás da roupa com as palavras mais finas que eu conhecia. Assustei-me ao perceber que acabava de ter produzido o que poderia um dia ser um livro, foi então que eu percebi que a voz na minha cabeça era a minha própria voz.
Gosto de escrever ao ar livre e “tentar” escrever dentro de ônibus, eu preciso conversar com ambiente e plagiar sua rotina."

O Livro da Thayane é o Princesa de Gelo, falei sobre ele aqui no blog esses dias (clica aqui \o/).




Título: Princesa de gelo
Autora: Thayane Gaspar
Editora: MODO
Linha Literária: Romance
Sinopse: Ela fugia do amor como algo necessário à sua sobrevivência…”Alessa não tinha um coração! Acredite, é verdade! Até nos momentos em que a adrenalina prevaleceu em seu sangue fazendo-o trabalhar mais rápido, ela o negou; deveria ouvi-lo bater ou ao menos senti-lo, mas era como se seu coração não fizesse mais nada além de pulsar o sangue para que o corpo, ligado a uma alma mórbida, continuasse respirando.
Feitiço. Magia. Encanto. Poções. Bruxaria??? – Não! Apenas um coração e sua simplória maldição.



Vamos ver a entrevista que a Thayane cedeu ao blog?



AQC: Quando começou a sua paixão pela escrita?
TG: Tento me esquivar de perguntas assim, pois eu comecei desde que aprendi a escrever. Escrevia versos, letras de músicas, e até contos. Mas podemos entender que aos  10 anos aconteceu um marco definitivo em relação à escrita, pois escrevi um conto sobre um romance secreto entre o sol e a lua, e a partir daí comecei a ver romance em tudo.

AQC: Se você não fosse escritora, o que seria?
TG: Seria uma advogada frustrada, com certeza.

AQC: De onde vem suas principais inspirações para escrever?
TG: Elas vêm de todo lugar, pode ser de uma cena que eu vi num filme, ou uma frase que eu li, ou uma música. Inspiração é uma voz que fica na minha cabeça me implorando para escrever palavras, e eu sempre cedo a esse pedido.

AQC: Em seu livro, há personagens inspirados em pessoas que fazem parte da sua vida? Se sim, cite algum.
TG: Não posso dizer que não, Alessa (personagem principal) foi feita por mim, e alguma coisa da autora ela deve carregar. Quando as pessoas da minha família leram o livro, identificaram-se com ela, e alguns dizem que eu me inspirei neles para escrever. Mas eu acredito que Alessa é uma personagem forte e caótica demais para ser inspirada na realidade. Já o Eric é aquela pessoa que só vê bondade em tudo, e às vezes me lembra a minha irmã Thassia.

AQC: Como tem sido a recepção do público com seu livro?
TG: Está sendo ótima, tem leitores que gostaram tanto da obra que não me permitem e não querem que eu me abale com as críticas negativa, eu obedeço. Contudo, pensando na trama do livro e toda polêmica que ela gera, até que Alessa e eu estamos nos saindo bem!

AQC: Está trabalhando em algum outro projeto atualmente?
TG: Sim, estou terminando um livro de ficção científica e começando um romance mais maduro. Espero que sejam publicados em breve!

AQC: Quais são seus autores favoritos?
TG: Fabrício Carpinejar, Ethan Hawke, Mitch Albom, Machado de Assis e José de Alencar.

AQC: O que você diria para o pessoal que está começando agora?
TG: O caminho é longo, mas a recompensa é indescritível. Nós vamos sofrer no meio do processo, porque o caminho até a publicação é um livro de aventura, e vale à pena  chegar até a página final.

AQC: Agora um rápido quiz.

Um filme: Sabrina
Um livro: As cinco pessoas que você encontra no céu
Uma série: American Next Top Model
Uma música: La vie em Rose, Edith Piaf.
Uma frase: “ A vida é afundar ou nadar.”

AQC: Algum recado para o pessoal?
TG: Recebam com carinho os autores que estão começando. O começo não significa que o talento está firme, apenas indica que ainda vamos florescer mas que a vocação está definida.


25 de novembro de 2012 • 0 comentários

Conhecendo ~ Tamara Ramos ~ Série Autores Nacionais

Oie gente!!!


Hoje eu dou início a uma série de posts chamada #AutorNacionalÉTudodeBom. (e é mesmo!)


Não é surpresa para ninguém que a literatura nacionais vem crescendo mais e mais a cada dia que passa! Hoje encontramos os mais diversos tipos de livros nacionais, desde os de auto-ajuda até os de literatura fantástica, e se me permitem dizer, tem muita, mas muita coisa boa por ai!
Quando eu decidi trazer o foco do blog para o universo literário, foi porque eu queria que as pessoas tivessem o prazer de conhecer os livros, de descobrir-se e permitir-se na literatura, de amar mais as palavras que tanto me fazem viajar, e não dá para fazer isso sem falar dessas maravilhosas pessoas que dedicam seu tempo a criar mundos e universos, estórias e aventuras pelas quais eu vivo me apaixonando.
É por isso que decidi criar essa série no blog, porque o Brasil tem autores maravilhosos e precisamos conhecer cada um deles, por isso eu vou apresentar para vocês alguns dos nossos melhores autores nacionais. (yay)

E para começar, vamos conhecer um pouco mais sobre a autora Tamara Ramos.


Nascida em 1977, em Santos, cidade litorânea brasileira com grande efervescência cultural, Tamara Ramos dedica-se ao estudo das obras literárias nacionais e internacionais desde a adolescência. 
Formada em fotografia, a autora valorizou sempre a busca pela estética tanto em seu trabalho visual como em sua obra literária. 
Bacharel em Direito, a autora também é criadora e responsável pelo projeto “Formando Poetas” onde ensinou a língua portuguesa e a paixão pela leitura por meio da poesia. O projeto foi desenvolvido para dar apoio às crianças carentes e com deficiência de aprendizagem. 

Em 2007 lançou o blog “E eu que era tudo ou nada ao meio-dia” que tem surpreendido a autora devido ao grande número de acessos. Em pouco tempo o blog recebeu mais de trinta mil visitas tendo sido indicado por  três vezes consecutivas, em 2010 ,2011 e 2012, ao TOPBLOG, que seleciona os melhores blogs do Brasil. Em 2008 participou do livro de coletâneas de poesias e contos: ANTOLOGIA DELICATTA III, lançado na XX Bienal do Livro em São Paulo, com dois poemas de sua autoria. 
Em 2011 mudou-se para Portugal onde se dedicou à escrita de “short stories”, inspiradas pelos grandes autores do teatro e literatura como Alan Bennett, Milan Kundera e Yourcenar. 
Em 2012, a autora tem viajado o Brasil divulgando o livro “Um Neurótico no Divã” e  ministrando Oficinas de Escrita Criativa para  todos os amantes das palavras e da literatura. 

A Tamara é experiente, está na estrada de autora já há algum tempo, o que é muito bom, pois pelo que andei lendo por ai, escrita dela é maravilhosa.


Um neurótico no divã é uma comédia filosófica que trata do tema da loucura com humor e profundidade. Alberto é um paciente esquizofrênico que faz sessões de análise com Doutor Mateus Mika e leva seu médico a repensar o conceito da sanidade mental, bem como as escolhas que fez na sua própria vida. Alberto e seu grupo de amigos excêntricos, como o austríaco Henrik e o poeta carioca Garcia, levantam questões polêmicas sobre as dificuldades dos relacionamentos humanos, dos casamentos, da busca pela realização pessoal e da dificuldade em manter-se são diante das adversidades da vida. O livro é baseado nas teorias anarquistas dos psicanalistas Wilheim Reich e Roberto Freire, bem como pela teoria da sexualidade de Freud e pela teoria da individuação de Jung. A obra também se baseia em pesquisa de campo feita nos hospitais psiquiátricos europeus. O texto é desenvolvido com muitos diálogos e foi pensado para ser adaptado aos palcos. A profundidade do tema é amenizada pelo humor presente em todos os momentos do diálogo. Um livro que prende a atenção do início ao fim e leva o leitor a refletir sobre a felicidade, a sanidade e as oportunidades de mudança de vida que estão ao alcance de todos nós.    

Só para vocês terem ideia, esse foi o romance de estreia da autora, e o livro “Um neurótico no divã”, foi vencedor do Prêmio Anchieta Arte e Cultura em 2012! Bom não é?
A Editora Modo vai lançar em 2013 um outro livro da autora, o "Fiona e o Jardim Secreto", que foi considerado melhor do que Alice no País das Maravilhas por leitores críticos portugueses e brasileiros.


É gente, Tamara veio para ficar e nos deliciar com sua escrita!!
Vamos agora a uma pequena entrevista que tive o prazer de fazer com a autora!



AQC: Quando começou a sua paixão pela escrita?
TR: Minha paixão pela escrita é consequência da minha paixão pela leitura.  Havia uma biblioteca enorme na minha casa quando eu era pequena e meus pais costumavam ler para nós – meu irmão e eu–  todo tipo de história. Mas comecei a produzir meus próprios textos somente aos 15 anos. No início de minha jornada literária escrevia apenas poesias e contos curtos. Os romances vieram mais tarde.   

AQC: Se você não fosse escritora, o que seria?
TR: Psicanalista.

AQC: De onde vem suas principais inspirações para escrever?
TR: Nossa, essa é complexa! A inspiração vem da vida, das coisas que vejo, das minhas viagens, dos livros que leio. Às vezes um simples documentário na TV me desperta a vontade de pesquisar melhor um assunto e aquilo acaba  virando livro! E quando estou muito interessada em algum tema mergulho de cabeça em pesquisas extensas, o que acaba gerando muito material para novas histórias. 

AQC: Em seu livro, há personagens inspirados em pessoas que fazem parte da sua vida? Se sim, cite algum.
TR: Sim, sempre há alguém ou alguma situação pessoal que me inspira. Mas acho que no fundo os personagens são todos partes de mim mesma.  Se você ler o livro Um Neurótico no Divã vai encontrar um pouco de mim em todos os personagens através de suas questões e seus anseios. Eu costumo desabafar meus próprios conflitos no texto, é como se o livro fosse uma tentativa de organizar minhas ideias e resolver meus próprios problemas.  

AQC: Como tem sido a recepção do público com seu livro?
TR: Fantástica! Eu fiquei muito surpresa com a recepção desse livro (Um Neurótico no Divã) e nunca pensei que fosse fazer tanto sucesso! A obra tem sido comparada aos textos dos grandes escritores russos como Nikolai Gógol e Dostoievsky.  E tem recebido críticas maravilhosas de psiquiatras e psicanalistas renomados como a Dra. Carmem  Dametto. Apesar de ser uma comédia e causar muito riso, Um Neurótico no Divã é uma obra  complexa fruto de quase 3 anos de estudos psicanalíticos. 

AQC: Quais são seus autores favoritos?
TR: Difícil essa! Eu leio muito e gosto de muita coisa, mas vamos lá: Alan Bennett, Marguerite Yourcenar, Milan Kundera , Gabriel Garcia Marques, Marie Louise Von Franz, Oscar Wilde, Shakespeare, Chico Buarque e Irvin D. Yalom.

AQC: O que você diria para o pessoal que está começando agora?
TR: Em primeiro lugar deve ter senso crítico para avaliar o próprio talento e o potencial da obra que produziu. Sugiro que submetam seus textos à leitura crítica de pessoas que não conhecem para obter uma avaliação imparcial. Depois creio que a melhor forma de conseguir uma editora é por meio de um agente literário. O agente vai te orientar em tudo, desde a qualidade do seu texto até a formulação de sinopses e material de apresentação para as editoras. E depois: PACIÊNCIA!  Essa palavra é muito importante, tenha paciência porque tudo acontece lentamente nesse universo literário. E determinação. Apenas quem estiver muito focado e determinado a vencer, vai chegar lá.  

ACQ: Agora um rápido quiz.

Um filme: Volver (Almodóvar)
Um livro: Cem Anos de Solidão (Gabriel Garcia Marques)
Uma série: Sex and the city  (não assisto a séries, mas essa era ótima!)
Uma música: Sinnerman (Nina Simone)
Uma frase: “Quando você segue sua lenda pessoal, o Universo inteiro conspira a favor”


AQC: Algum recado para o pessoal?
TR: Para quem está iniciando uma boa dica é ficar de olho nos concursos literários  que há no país inteiro. Há sites especializados nisso que fornecem listas de todos os editais de concursos do ano inteiro para que possamos participar. Eu participo de tudo, porque é uma ótima oportunidade de estar produzindo novos textos e me aprimorando. No final do ano fico  feliz ao ver o tamanho da minha produção literária graças ao incentivo desses concursos!   

E se isso não foi o suficiente, clica nos links da autora e conheça mais sobre ela e seus livros.


Blog: www.tamara-ramos.blogspot.com
Twitter - @TamaraRamos
Fan page pessoal: https://www.facebook.com/#!/pages/Tamara-Ramos/413124222043649
Fan page de FIONA E O JARDIM SECRETO: https://www.facebook.com/#!/fionaeojardimsecreto 

Bom, é isso! Esse foi o primeiro post da nossa série sobre autores nacionais, e eu espero que vocês tenham gostado tanto quanto eu gostei de conhecer um pouco mais dessa autora maravilhosa!
Um grande abraço pra Tamara e pra vocês!
Beijos


PS: Eu criei uma entrevista padrão para os autores, então não estranhem nos próximos posts ok? Bjus!
24 de novembro de 2012 • 0 comentários

Indicação de Livro ~ Despertar - Helena Andrade


Oie gente!!

Estou aqui para falar de mais um livro que recebi por meio de um BookTour (adoro!).

Título: Despertar
Autora: Helena Andrade
Editora: Novo Século
Ano: 2011
Páginas: 374
Sinopse: “Mergulhei, senti a sensação em todo meu corpo. Emergi, olhei na direção onde o deixei. Ele continuava no mesmo lugar, me olhando. Estendi minhas mãos e o convidei a vir comigo.” Lívia não podia imaginar as mudanças que aconteceriam em sua vida. Mudanças que a despertariam para uma nova perspectiva profissional, para uma nova visão de mundo... e para um grande amor. Acompanhe esta trajetória emocionante em Despertar!











Livia é uma jovem pediatra nascida e criada em Campinas, São Paulo. Como boa profissional que é, quer se especializar, e o seu grande sonho é fazer uma especialização fora do país. Mas enquanto não pode realizar esse sonho, Livia passa em um concurso e é mandada para uma cidade no interior do Amazonas.
Seus planos são trabalhar por um ano e depois correr atrás de sua especialização no exterior, mas depois que ela conhece Thomas, um jovem fazendeiro, ela já não está tão certa do futuro que escolheu para si.

"- Olá! Sou Thomas Farrell. Ainda não nos apresentamos. Peguei sua mão. Senti um choque percorrer meu corpo. Como se tivesse colocado o dedo na tomada. Não era uma sensação de dor ou pavor. Era uma sensação de prazer. Me fazia querer mais."


Bem, vocês sabem o quanto eu adoro literatura fantástica, mas livros assim como o Despertar, tão reais, tão palpáveis em suas características, sempre acabam me surpreendendo.

Acho que é a possibilidade de realmente existir uma estória como a do livro é o que os torna especiais.
E Helena escreve de maneira deliciosa, descreve as situações e os personagens de uma maneira que te insere no livro, que te faz viver aquilo junto com a Lívia.

"Agora isto; as reações desencadeadas pelo meu corpo são incontroláveis. Como um estranho pode despertar em mim tantas sensações diferentes, intensas a ponto de me tirar o equilíbrio? Só de olhar ele hoje meu coração ficou aos pulos. Se tivesse feito um eletrocardiograma, provavelmente teriam me internado. Meu corpo todo ficou trêmulo, podia sentir o aberto em meu estômago, minhas mãos ficaram geladas, suadas. A vontade que senti de tocá-lo foi intensa. Me assustou. Queria sentir os lábios dele nos meus."



Os personagens são marcantes, desde os protagonistas até os secundários, ou seja, realmente, tudo contribui para a beleza do livro.
Li, amei e recomendo a todos que gostam de um romance, daqueles que fazem o tipo simples, puro e tangível.

“- O medo de ti perder foi enorme. Quando Carlos ligou dizendo que vocês não tinham retornado, fiquei maluco. Queria pegar o barco na mesma hora. Era noite e meus pais me imploraram para não fazer isso"

23 de novembro de 2012 • 1 comentários

Indicação de Livro ~ O Príncipe dos Deuses


Oie gente!!!

Eu finalmente consegui um tempinho para ler esse livro que há tanto estava na minha lista.

Autor: Selène D'Aquitaine
Titulo: Annástria e o Príncipe dos Deuses
Editora: Ícone Editora 
Ano: 2010
Edição: 1
Páginas: 352
Tema: Literatura Infanto-Juvenil / Literatura Juvenil
Sinopse: Annástria é uma das dimensões mais evoluídas entre as sete principais, governada pela Deusa Memória e pelo Deus Zolum. Reza uma profecia que o filho primogênito dos Grandes Deuses, Rorek, estava destinado a trair sua família, unindo-se a deusa das Trevas, Satine. Annástria começa a se afogar nas Trevas, porém, de acordo com a profecia, o filho de Strauss, Rei de Annástria, é a única pessoa que pode salvar Annastria e restaurar o equilíbrio entre as dimensões. Ele era um anjo, porém Rorek corta as suas penas. As penas são espalhadas por várias dimensões. Para salvar Annástria, Darin precisa recuperar todas as suas penas antes que Satine o faça. Ele vai contar com a ajuda de Impar, uma feiticeira que de alguma forma misteriosa está especialmente ligada a ele. 


Eu recebi o livro em parceria com a autora (que por sinal é uma fofa!), e isso foi ótimo, porque eu simplesmente adoro livros de fantasia e, apesar de não ter mais idade para isso, adoro livros infanto-juvenis! Rsrs
Quando completa quinze anos, Darin descobre que tem uma missão: salvar Annástria. Mas antes ele precisa recuperar os pedaços de sua alma, as penas que Rorek lhe arrancou e espalhou através das dimensões quando ele ainda era um bebê.
“Sete provas escondem as várias penas... Uma delas, uma das mais nobres, está onde ninguém jamais pode imaginar. Sem esta, mesmo com todas as ouras milhares de penas juntas, o príncipe não poderá viver;Somente com todas as sete provas completadas com louvor e todas as penas juntasm a paz poderá reinar. O príncipe é a luz e a esperança de Annástria, mas sem sua mais nobre pena aliada nada poderá fazer”. 
Com seus pais assassinados e o seu reino nas mãos do seu tio maligno e de uma feiticeira das trevas, Darin precisará enfrentar vários desafios para que possa cumprir o seu destino, e o primeiro deles, é resgatar Impar, uma jovem feiticeira.
Juntos, eles embarcam em uma missão para recuperar a alma despedaçada de Darin.
Ok, vocês podem pensar: “alma despedaçada?” ou “dimensões e reinos?”, e imediatamente ligar a estória com livros já existentes, como Harry e Nárnia, mas deixe-me dizer que qualquer semelhança que possa existir, logo é descartada.
Annástria é um reino singular, cheio de detalhes e peculiaridades absurdamente criativas, e a estória do livro é simplesmente única.
A escrita de Selène é leve e cativante, e faz com que a leitura do livro passe mais rápido do que gostaríamos. Meu consolo é que o livro é apenas o primeiro da trilogia, ou seja, ainda tenho mais dois livros para me perder em Annástria! *.*
Eu definitivamente recomendo o livro para todos os amantes da literatura fantástica!
22 de novembro de 2012 • 7 comentários

#ProntoFalei ~ Como (Quase) Namorei Robert Pattinson

Oie Gente!!

Então, hoje eu terminei de ler o livro da autora Carol Sabar, Como (quase) Namorei Robert Pattinson e bem, eu tinha que vir aqui e falar para vocês sobre ele.

Título: Como (quase) namorei Robert Pattinson
Autora: Carol Sabar
Editora: Jangada
Páginas: 464
Sinopse: Aos 19 anos, Duda é literalmente viciada na saga Crepúsculo. Já perdeu a conta de quantas vezes leu os livros da série e assistiu aos filmes. Através de um perfil secreto na internet, ela se comunica com outras fãs do Crepúsculo que, assim como ela, estão totalmente convencidas de que não há garoto no mundo que valha um dente canino do vampiro Edward Cullen.

Sua obsessão ganha fôlego com uma temporada de estudos em Nova York, onde ela faz planos mirabolantes para conhecer pessoalmente Robert Pattinson, o ator que interpreta o vampiro nos cinemas. Mas, após um incidente com seus únicos (e insubstituíveis!) livros da saga, Duda entra em verdadeiro surto de desespero. Percebe, então, que uma mudança radical em seu comportamento “crepuscólico” é mais do que urgente.

O que ela não esperava era conhecer Miguel Defilippo, seu vizinho na ilha de Manhattan e nada mais nada menos do que sósia do ator Robert Pattinson! Apaixonante, lindo, rico, misterioso e ambíguo, Miguel acaba se tornando um desejo mais inacessível para Duda do que o próprio astro de Hollywood.

Uma história cheia de humor, aventuras e reviravoltas, para você chorar de rir!


Se você está no Blog pela primeira vez ou nunca viu um #ProntoFalei antes, e achou que isso era uma resenha, daquelas muito bem escritas, que conseguem passar várias informações do livro sem de fato soltar nenhum spoiler, desculpe, não é o caso.
Eu simplesmente não posso falar desse livro sem entregar tudo, não posso! Preciso discutir, debater, botar pra fora tudo o que esse livro causou em meu mais profundo ser (eita).
Então, considere-se avisado:

ESTA POSTAGEM CONTÉM VÁRIOS, LOUCOS, APAIXONADOS E ODIOSOS SPOILERS.

E se você já leu o livro, por favor, leia, fique, comente, preciso de opiniões de fora, pessoas que concordem (ou não) com as minhas palavras seguintes.
Mas se você ainda não leu e ainda assim você pretende ler o post até o final, bem, te prometo algumas risadas. Eu acho...
Enfim, vamos ao que interessa?

Faz tempo que tinha ouvido falar sobre esse livro, e claro, ele me chamou atenção na mesma hora! Tanto por seu curioso título quanto por sua capa muito fofa, então assim que foi possível, ele entrou pra minha biblioteca.
Dai ta, to lendo né? E vou pensando que detesto essa personagem principal, a Duda. Eita criaturinha hiperativa!!!
Veja bem, eu adoro livros em primeira pessoa, adoro, mas esse foi um desafio pra mim. Juro que às vezes eu falava com o livro: "Cala a boca garota!".
Mas dai você me pergunta: "Como que ela vai calar a boca se ela que está contando a estória?" Bem, eu realmente não sei, só acho que ela poderia falar um pouco menos.
Enfim, sempre que Duda se detestava, eu detestava ela junto.
E já pela página 150 do livro, achei que já sabia tudo o que ia acontecer.
"Só pode ter algo errado com o Miguel, ele deve ser comprometido, ou no mínimo está usando a Duda por causa dos seus pais.
E o Pablo, tão dedicado, tão fofo, aposto que a Duda vai fazer ele sofrer."
Já estava me odiando por ter comprado o livro, afinal, a Duda tinha tudo que eu não gostava:
  1. Ela era metida. (na boa, ela era)
  2. Toda riquinha. (tudo bem ter dinheiro, mas precisa ficar falando de marcas e modelos de carro? Ninguém merece)
  3. Egoísta.
  4. Nunca calava a boca. (eu sei, livro em primeira pessoa, mas mesmo assim)
  5. #ALoka (na minha opinião, a melhor definição pra ela)
  6. Na boa, quais as chances de você encontrar alguém que se pareça totalmente com ele?
Ô.Õ
Sério?

O fato é que pensei em largar o livro, pensei mesmo. Cheguei a pegar outro para ler, mas então Eduarda Maria Carraro faz uma revelação que eu me identifiquei.
Ela odeia loiras e seus melões.
Ok Duda, ponto para você, vou continuar com o livro, mesmo sabendo que não vai me surpreender.
E não é que surpreendeu? 

  • Adivinhei muitas coisas, mas juro que esperava que ela ficasse com  o Pablo no final. Sabe, aquela coisa de "Acabei de descobrir que amo meu melhor amigo".
  • O Miguel era sim comprometido, mas tadinho, caiu na armadilha da Jararaca Americana Usurpadora que, não lembro agora, mas devia ser loira!
(Calma pessoas loiras, não é nada pessoal)
  • Fred Barreto! Eu já esperava que ele tivesse algo a ver com o Vitor Hugo, mas não achei que ele era realmente tão mala quanto a Duda achava.
  • Não esperava o Late Show.
  • Claro que a carona seria com o Robert, mas não achei que ela fosse pro porta-malas. Custava ter colocado ela no banco ao lado do motorista?
  • Banco de Sêmen? Maria do Bairro? Oi?
  • A cena de sexo entre eles, apesar de bem leve e discreta, achei desnecessária. Teria sido bem mais romântico uma noite inteira conversando, deitados no tapete luxuoso da sala.
  • E o Pablo? Jurava que ele iria aparecer no Rio, procurando pela Duda e que eles seriam felizes para sempre ou algo do tipo, mas quando foi Miguel que apareceu naquela praia, o coração da Duda disparou e levou o meu junto.
No final das contas, eu adorei o livro, simplesmente adorei! E Maria Eduarda Carraro poderia facilmente ser uma das minhas melhores amigas!!
Tá, eu ainda acho #ALoka meio hiperativa e um tanto insuportável, mas mesmo assim, gostei demais do livro, até porque sei que sou #ALoka a maior parte do meu dia. rs
Enfim, o livro conseguiu me surpreender, me manteve até o final, e definitivamente, terá uma releitura.
E vocês? Quem já leu o livro? Concorda com a minha opinião? Acham que a Carol Sabar, se ficar sabendo desse post, vai contratar o chinês de dois metros e treze pra me pegar, ou até mesmo mandar o Lion me dar umas raquetadas? Ou a Debra C? Ai meu Deus, vai ser a Debra C não vai? E ela vai apertar o meu pescoço do jeitinho que um dia pensou em apertar o da Duda, e eu não vou ter a chance de ir até Nashville, onde vou encontrar e conhecer a Taylor Swift, e nós vamos descobrir que somos melhores amigas, e compor canções juntas, e fazer shows, aparecer na Ellen Degeneres, onde vamos ser vítimas de uma pegadinha e depois compor um mini dueto engraçado pra ela.
Ah. Ah.
Como eu me detesto
21 de novembro de 2012 • 0 comentários

Indicação de Livro ~ O Beijo da Meia-Noite


Mais um livro de BookTour!! Eita coisa boa \o/

Título: O Beijo da Meia-Noite
Série: Midnight Breed
Autora: Lara Adrian
Editora: Universo dos livros
Páginas: 386
Sinopse: Um estranho moreno e sensual a observava do outro lado da boate, e foi capaz de despertar as mais profundas fantasias em Gabrielle Maxwell. Mas nada a respeito desta noite – ou deste homem – é o que parece. Pois, quando Gabrielle presencia um assassinato nos arredores da boate, a realidade se transforma em algo obcuro e mortal. Nesse instante devastador, Gabrielle é lançada em um mundo que jamais imaginou existir – um mundo onde vampiros espreitam nas sombras e uma guerra de sangue está para começar. Lucan Thorne despreza a violência de seus irmãos sem lei. Ele próprio um vampiro, é um guerreiro de Raça, e jurou proteger sua espécie – e os humanos imprudentes com quem convivem – da ameaça crescente dos Renegados. Lucan não pode arriscar um relacionamento com uma mulher mortal, mas, quando seus inimigos escolhem Gabrielle como vítima, sua única escolha é trazê-la para o escuro submundo que comanda. Aqui, nos braços do intimidante líder da Raça, Gabrielle enfrentará um destino extraordinário, repleto de perigos, sedução, e dos mais sombrios prazeres…



Em O Beijo da Meia Noite, vamos conhecer Gabrielle, uma fotógrafa que presencia um ataque brutal.
Ela fala com a polícia, mas é taxada como louca quando diz que o agressor possuía presas ensangüentadas.  

“ – Estou lhe dizendo, vi tudo. Havia seis deles, e estavam dilacerando o garoto – com as mãos e os dentes, como animais. Eles o mataram!”
Certa do que viu, ela aceita que um delegado faça guarda em sua casa, e é quando conhece Lucan Thorne.
O que Gabrielle não sabe, é que Lucan é um vampiro, o líder guerreiro da Raça, e passa as suas noites lutando contra a Sede de Sangue e caçando os Renegados, vampiros que cederam à sede.
Lucan vai até Gabrielle com a intenção de apagar a sua memória, mas como esperado, uma atração surge entre os dois.
“ Lucan deslizou para dentro da velha edificação de tijolos na Rua Willow e fechou a porta atrás de si. O aroma irresistível de Gabrielle preenchia suas narinas, levando-lhe até ela agora, assim como o tinha feito naquele sábado fora da boate e na delegacia no centro da cidade. Percorreu os cômodos da casa silenciosamente, da sala principal até as escadas que levavam ao quarto no sótão. As janelas no teto abobadado emanavam a pálida luz da lua, que serpenteava com suavidade pelas curvas graciosas de Gabrielle. Dormia nua, como se esperasse por sua chegada, com as pernas compridas enroladas nos lençóis e o cabelo espalhado no travesseiro em ondas exuberantes de ouro queimado.”
Mas Lucan não acredita no amor. Em sua raça, há apenas vampiros machos, e as fêmeas são humanas marcadas somente para gerar novos vampiros. (só um pouquinho machista né?)
Ainda assim, Lucan sente a necessidade de proteger Gabrielle, e ambos embarcam em uma aventura cheia de ação, romance e sensualidade.
Sim, sim, muitas cenas apimentadas, mas nada que roube a estória ou que torne a leitura repetitiva.
A maneira que a autora escreve também é bem leve, e o livro tem um ótimo ritmo.
Recomendo a leitura para todos que ainda não tiveram o suficiente de vampirismo em sua biblioteca! \o/
Espero eu tenham gostado!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...